Texto: Eu lhes digo que, da mesma forma, haverá mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender-se". (Lc 15:7)

Introdução: É muito importante aprendermos sobre o caráter do nosso Deus Pai para nos aprofundarmos no conhecimento de quem é Jesus. 

Deus não é um carrasco que nos descarta quando nos desviamos dos caminhos e do propósito d’Ele. Muitas vezes nós mesmos nos excluímos por acharmos que Ele não nos ama pelo fato de termos nos desviado. 

Ele é o nosso Pastor

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. (Salmos 23:1)

O nosso Deus todo poderoso, o Senhor dos exércitos é também nosso pastor. Se Ele é nosso pastor, somos suas ovelhas. E Ele não é um pastor humano que possui falhas. Ele é todo poderoso, onisciente e onipresente.

Tê-Lo como nosso pastor é a certeza de que ainda que tudo esteja mal Ele está no comando e no controle.

Ele tem uma vara e um cajado

Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem. (Salmos 23:4)

O salmista Davi foi quem escreveu este salmo; ele diz que mesmo que ele ande pelo vale da sombra da morte ele não temerá mal algum porque Deus está com ele; e a vara e o cajado d’Ele o protegem e o consolam.

O que seria de nós se não fosse a correção dos nossos pais na infância. O que seria de nós se não fossem os puxões de orelha na hora certa quando estávamos prestes a fazer uma burrada, não é?

Assim também é com nosso Pai. Ele é nosso pastor, nós somos suas ovelhas, e como todo pastor Ele possui uma vara e um cajado. Ele os usa para nos ensinar, nos corrigir e nos consolar.

Vocês se esqueceram da palavra de ânimo que ele lhes dirige como a filhos: "Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor, nem se magoe com a sua repreensão, pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho". Suportem as dificuldades, recebendo-as como disciplina; Deus os trata como filhos. Pois, qual o filho que não é disciplinado por seu pai? (Hebreus 12:5-7)

Ele ama todas as ovelhas igualmente

Então Jesus lhes contou esta parábola: "Qual de vocês que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma, não deixa as noventa e nove no campo e vai atrás da ovelha perdida, até encontrá-la? E quando a encontra, coloca-a alegremente sobre os ombros e vai para casa. Ao chegar, reúne seus amigos e vizinhos e diz: ‘Alegrem-se comigo, pois encontrei minha ovelha perdida’. (Lucas 15:3-6)

Jesus deixa claro que todos nós somos igualmente importantes aos olhos do Pai; se preciso for, ele deixa as noventa e nove ovelhas no campo para ir buscar aquela única perdida. Isso nos mostra que Deus nos ama individualmente. Ele não nos ama por atacado; Ele te olha como alguém único que precisa de Seus cuidados.

Ele deu seu Filho em sacrifício por amor de nós

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. (João 3:16,17)

Jesus morreu em nosso lugar; graças ao sacrifício de Jesus na cruz temos a graça de nos relacionar com o Deus Pai e acesso a salvação, ou seja, a vida eterna ao lado de Jesus. O pecado, as mágoas e as feridas não são mais poderosas que o sangue de Jesus.

O sacrifício de Jesus é atemporal

Tudo que é atemporal não é prejudicado pelo tempo. Isto significa que a morte e ressureição de Jesus geram resultados em nós até hoje e os pecados que cometermos de hoje em diante também serão perdoados. Deus não espera que não pequemos, mas Ele espera que nosso desejo após o pecado seja sermos purificados pelo sangue de Jesus.

Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. (1 João 1:8,9)

Deus é justo

Procurarei as perdidas e trarei de volta as desviadas. Enfaixarei a ferida e fortalecerei a fraca, mas a rebelde e forte, eu a destruirei. Apascentarei o rebanho com justiça. (Ezequiel 34:16)

O problema não está no fato de você estar desviado, ferido e fraco. O problema se encontra no fato de apesar de você estar assim, você ainda se encontra rebelde e orgulhoso. O que impede alguém de ser salvo não é o pecado e sim a rebeldia e dureza de coração. 

Lembre-se: Devemos aprender com Jesus que é manso e humilde.

Conclusão: Que possamos pedir ao Senhor que quebrante nosso coração para que possamos ser convencidos pelo Espírito Santo; que possamos ser alinhados com a vontade do Pai para sermos totalmente governados por Ele.

Esboço de Karina Siqueira Melgaço

Publicado em Ministério Monte Sião