Texto: “Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. 24Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade” (João 4.23, 24).

Introdução: Para todas e quaisquer atividades na vida, precisamos de ferramentas para exerce-las. Com a adoração não é diferente, pois o Pai busca os verdadeiros adoradores, isto significa que tem os falsos.

Vejamos onde está diferença e como chegar ao coração do Pai:  

1. Amar a Palavra de Deus.

Amar a Palavra de Deus é amar o próprio Senhor e ter intimidade com Ele. Veja o que diz Ap 19.13-16: “Está vestido com um manto tinto de sangue, e o seu nome se chama o Verbo de Deus; 14e seguiam-no os exércitos que há no céu, montando cavalos brancos, com vestiduras de linho finíssimo, branco e puro. 15Sai da sua boca uma espada afiada, para com ela ferir as nações; e ele mesmo as regerá com cetro de ferro e, pessoalmente, pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso. 16Tem no seu manto e na sua coxa um nome inscrito: Rei dos Reis e Senhor dos Senhores”.

O texto diz que Ele Yeshua é a Palavra de Deus.

Quem poderá ver o que está escrito, além do manto, também na cocha dele? Somente o verdadeiro adorador, o que tem intimidade com ele e não com a fama, os holofotes, a religião.

A Palavra é lâmpada para os pés do adorador para apontar o caminho a seguir: “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos. 106Jurei e confirmei o juramento de guardar os teus retos juízos. 107Estou aflitíssimo; vivifica-me, Senhor, segundo a tua palavra. 108Aceita, Senhor, a espontânea oferenda dos meus lábios e ensina-me os teus juízos” (Sl 119.105-108).

O amor a Palavra purifica o caminho do adorador livrando-o do pecado: “De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a tua palavra. 10De todo o coração te busquei; não me deixes fugir aos teus mandamentos. 11Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti” (Sl 119.9-11).

O amor a Palavra faz do adorador um sábio: “Quanto amo a tua lei! É a minha meditação, todo o dia! 98Os teus mandamentos me fazem mais sábio que os meus inimigos; porque, aqueles, eu os tenho sempre comigo. 99Compreendo mais do que todos os meus mestres, porque medito nos teus testemunhos. 100Sou mais prudente que os idosos, porque guardo os teus preceitos” (Sl 119.77-100).

2. Trate seriamente com o pecado

"A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a maldade do pai, nem o pai levará a maldade do filho; a justiça do justo ficará sobe ele, e a impiedade do ímpio cairá sobre ele" (Ez 18.20).

"Mas as vossas iniquidades fazem divisão entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça" (Is 59.2)

"Quem subirá ao monte do SENHOR ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente" (Sl 24.3 e 4)

"O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia" (Pv 28.13)

3. Morrer para si mesmo.

Mas, havendo-se já fortificado, exaltou-se o seu coração para a sua própria ruína, e cometeu transgressões contra o SENHOR, seu Deus, porque entrou no templo do SENHOR para queimar incenso no altar do incenso” (2 Cr 26.16).

Uzias representa o homem natural caído e dominado pelo orgulho.

A soberba e o orgulho precisam morrer. (Is 6.1-7).

4. Nunca se defender.

Deus disse a Moisés: "Mas, se diligentemente ouvires a sua voz e fizeres tudo o que eu disser, então, serei inimigo dos teus inimigos e adversário dos teus adversários" (Ex 23.22).

Deus disse a Abrão: "E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra" (Gn 12.3)

"Toda ferramenta preparada contra ti não prosperará; e toda língua que se levantar contra ti em juízo, tu a condenarás; esta é a herança dos servos do SENHOR e a sua justiça que vem de mim, diz o SENHOR" (Is 54.17)

5. Ser alguém que espera em Deus o tempo todo.

“Sede, pois, irmãos, pacientes, até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas. Sede vós também pacientes e fortalecei o vosso coração, pois a vinda do Senhor está próxima. Irmãos, não vos queixeis uns dos outros, para não serdes julgados. Eis que o juiz está às portas. Irmãos, tomai por modelo no sofrimento e na paciência os profetas, os quais falaram em nome do Senhor. Eis que temos por felizes os que perseveraram firmes. Tendes ouvido da paciência de Jó e vistes que fim o Senhor lhe deu; porque o Senhor é cheio de terna misericórdia e compassivo” (Tg 5.7-11).

É aquele que sabe que tudo tem um tempo determinado. Sede pacientes!

6. Nunca aceitar qualquer glória

Os elogios podem trazer a soberba - "..., porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes" (1 Pe 5.5b).

Veja o que Jesus disse: Guardai-vos de exercer a vossa justiça diante dos homens, com o fim de serdes vistos por eles; doutra sorte, não tereis galardão junto de vosso Pai Celeste. Quando, pois, deres esmola, não toques trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa” (Mt 6.1, 2).

7. Mergulhado no Espírito Santo.

Não apenas respingado, mais completamente imerso no Espírito Santo.

Viver cheio e também revestido pela unção.

Valorizar os dons espirituais e o fruto do Espírito.

Orar em línguas para ser fortalecido pela Presença (Jd 20; 1 Co 14.14, 15).

Exercer autoridade e poder vindos do Espírito Santo (Mc 16.15-18).

Conclusão: Veja o que a Palavra diz em Is 33.14-17“Os pecadores em Sião se assombram, o tremor se apodera dos ímpios; e eles perguntam: Quem dentre nós habitará com o fogo devorador? Quem dentre nós habitará com chamas eternas? 15O que anda em justiça e fala o que é reto; o que despreza o ganho de opressão; o que, com um gesto de mãos, recusa aceitar suborno; o que tapa os ouvidos, para não ouvir falar de homicídios, e fecha os olhos, para não ver o mal, 16este habitará nas alturas; as fortalezas das rochas serão o seu alto refúgio, o seu pão lhe será dado, as suas águas serão certas”.

São posturas simples para alguém que é verdadeiramente convertido ao Senhor, porém estas atitudes certamente o agradarão e encherão o seu coração de alegria, pois são algumas marcas dos adoradores verdadeiros. 

Roberto e Lourdes

2019 – Chamados para servir!