Texto: Cl 3.1-14

Introdução: O maior campo de batalha do cristão é a mente, é nela que satanás tenta desvirtuar tudo que Deus prometeu para nós, foi assim com Eva, com Jesus e também conosco não tem sido diferente.

Pelo argumento que, uma vez que nós nos encontramos em nova condição de vida, devemos também ter uma nova perspectiva (Cl 3.1).

Mudança e aperfeiçoamento permanentes acontecem de dentro para fora.

Observem quais são as prescrições de Paulo para que se alcance a autodisciplina:

1. Lembre-se de sua identidade.

O contra-ataque sempre terá como alvo a nossa identidade.

“Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus” (v.1).

Nós devemos em primeiro lugar, pôr o foco em nossa nova condição em Cristo. Tudo tem seu início aí.

2. Renove seu modo de ver a vida.

“Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus” (vs.2, 3).

É preciso esquecer o passado e prosseguir para o alvo como Paulo nos orienta em Fl 3.13-14 – “Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão,prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”

Nós devemos focar a nossa mente nas coisas lá do alto. É preciso estabelecer novos modelos interiores.

3. Reconheça que sua velha vida acabou, está morta.

A bíblia nos sugere morrer para nascer, então não pode haver comunhão entre a morte e a vida, trevas e luz, velho homem e o novo homem, filhos das trevas e os filhos da luz.

“porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, vós também sereis manifestados com ele, em glória. Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência]. Ora, nessas mesmas coisas andastes vós também, noutro tempo, quando vivíeis nelas” (vs.3-7).

As mudanças não acontecerão se mantivermos vínculos com nossos velhos modelos de vida e conduta. Os vícios devem ser abandonados.

4. Abandone os velhos hábitos.

“Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar. Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos e vos revestistes do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; no qual não pode haver grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão, bárbaro, cita, escravo, livre; porém Cristo é tudo em todos” (vs.8-11).

Necessário um posicionamento firme: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (2 Co 5.17).

Nós devemos nos despojar das coisas antigas, assim como nos despimos de velhas roupas.

5. Substitua as coisas velhas por novas.

“Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade. Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição” (vs.12-14).

Nós vamos conseguir nos livrar de velhos hábitos apenas quando colocarmos novos em seu lugar – “... eis que se fizeram novas” (2 Co 5.17b), então devemos andar em novidade de vida – “Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida” (Rm 6.4).

Conclusão: É uma tarefa árdua, que necessita persistência, porém o resultado é glorioso. Vamos em frente que o Senhor é conosco e nos dará vitória!

Roberto e Lourdes - Baseado em esboço de John C. Maxwell

2019 – Chamados para servir!